MAIS DE 2 HORAS: demora em atendimento no Banco do Brasil prejudica usuários

sexta-feira, 14 de julho de 2017

A espera excessiva em filas de bancos é uma situação vivenciada corriqueiramente por muitas pessoas, mas nem todos os que encaram o problema na vida prática entendem como é o regulamento no Brasil.
 O tempo limite de aguardo, por exemplo, não está previsto em apenas uma lei da fila de banco, pois o poder de legislar sobre o assunto é das esferas estaduais e municipais e cada localidade o trata de acordo com as próprias responsabilidades. Não sabemos qual a esfera adotada pela cidade de Garanhuns e por isso estamos recebendo inúmeras denúncias.
Estou dentro do Banco do Brasil agência do centro de Garanhuns há quase 3 horas e entrei por volta das 10h53 conforme senha. Na minha frente até agora só chamaram  9 pessoas e só Deus sabe a hora que sairei daqui. Cadê a lei? A quem devemos recorrer? Isso é uma falta de respeito para com o cliente!”. Disse um usuário da agência.
A Lei Municipal  Nº2.927/1998 assegura que, entende-se como tempo razoável para atendimento: até 30 (trinta minutos) em dias normais e 45 (quarenta e cinco minutos) em véspera de feriados prolongados.  Mas não é o que atualmente acontece. Agências bancárias vêm jogando na lata do lixo a lei municipal. O cidadão que enviou a denuncia, chegou a ficar mais de 3 (três) hora para poder ser atendido.

O JI, está a disposição da Agência para quaisquer esclarecimento, diante de tamanha irresponsabilidade.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR



Todos os comentários aqui externados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole algum direito, denuncie. AQUI.