terça-feira, 14 de novembro de 2017

Recém nascidos atendidos na unidade irão sair com o exame realizado.Entre os exames realizados em recém nascidos antes da alta da maternidade está o chamado Teste do Olhinho. O Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, passou a ofertar o exame na última quarta-feira (08.11). Visando preparar os profissionais da unidade, foi realizado um curso de capacitação dos profissionais de enfermagem obstetra do setor de pediatria e da maternidade, no último dia 07.11. O exame, conhecido também como Teste do Reflexo Vermelho, busca diagnosticar e prevenir patologias oculares, como catarata congênita, glaucoma, infecções, retinopatia da prematuridade, traumas de parto e cegueira.

O Teste do Olhinho é simples, rápido e indolor e o diagnóstico precoce dessas doenças pode evitar casos de cegueira irreversível. Todos os recém nascidos atendidos no Dom Moura irão passar pela avaliação médica e já sairão da unidade com o resultado, e, em caso de detecção de alguma patologia serão encaminhados para os serviços de referência.

“É com grande alegria que iniciamos mais esse serviço no Hospital Regional Dom Moura. O treinamento contribuiu com o fortalecimento da Educação Permanente nessa Unidade e a sensibilização dos profissionais enfermeiros para qualificar e fortalecer a assistência neonatal e pediátrica. As gestantes dos 21 municípios que tiverem seus bebês nesta unidade já sairão com o exame realizado, dando continuidade à assistência prestada junto aos nossos pacientes”, afirmou o diretor geral do Dom Moura, Luiz Melo.

A capacitação foi realizada pela enfermeira obstetra do Hospital Dom Moura e coordenadora da Atenção Básica do município de São João, Silvia Magna.O Hospital Regional Dom Moura é referência para os 21 municípios que compõem a V Gerência Regional de Saúde (Geres), com seus mais de 500 mil habitantes. A unidade atende os casos de emergência nas especialidades de clínica médica e cirúrgica, obstetrícia com partos de alto risco, pediatria e ortopedia. Mensalmente a unidade realiza uma média de 180 partos.

O Dom Moura também é um hospital de ensino, disponibilizando 14 vagas residência multiprofissional e 3 vagas em residência médica.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Pipeiros cadastrados na Operação Pipa, projeto do Governo Federal, estão reclamando de um sistema adotado para identificar a entrega e o abastecimento de água na área do 71°BIMTZ. De acordo com um pipeiro, o Batalhão Duarte Coelho, em Garanhuns adotou o sistema G-PIPA, utilizado para monitorar os veículos, o qual “supostamente” repassa informações precisas sobre a localização dos caminhões que abastecem a área, porém esse sistema está prejudicando aos cadastrados.Olá, sou Alexandre Maciel, tenho uma empresa que abastece água para o 71°BIMTZ através do programa do Governo Federal “Operação Pipa”. E agora eles adotaram um sistema, que através dele a gente recebe na prestação de contas. Agora só recebemos se o sistema rastrear o caminhão. Esse sistema falha muito e está nos prejudicando”, disse o pipeiro.

Ainda de acordo com o denunciante, o sistema de rastreamento depende de área de telefonia, a qual falha em muitas regiões, fazendo com que os abastecimentos não sejam registrados.O sistema é pelo cartão GSM, depende da área das operadoras móveis. Então, sempre o rastreador dá problema, e quem está dirigindo o caminhão não tem como identificar. Só depois que a gente roda o dia inteiro é que temos conhecimeto, se foi registrada ou não a entrega. Ficamos esperando 48 horas sem saber se o rastreador marcou ou não a entrega. Como o sistema é falho chega vezes do sistema não marcar até dez carradas d’água, fazendo com que o exercíto tome o conhecimento que não realizamos a entrega da água. Tive prejuízos, onde o Batalhão não foi informado da entrega da água, mas tenho imagens, tenho vídeos, onde a apontadora declara que está recebendo a água , e que o sistema de rastreamento nunca funcionou em sua região, e as mídias mostram claramente a entrega”.O pipeiro ainda diz que buscou tentar informar, e buscou ajuda junto ao comando do Batalhão, porém foi muito mal atendido, “Fiz um requerimento para o Batalhão, porém o sargento que me atendeu na prestação de contas, muito arrogante, disse que Eu queria receber por uma coisa que não fiz e se estivesse achando ruim procurasse outra organização para trabalhar. Falei pra ele que tinha testemunhas, inclusive um militar deles que estava no manancial, que atestou que eu estive no local e fiz o abastecimento do caminhão e fiz a entrega, só que o sistema não marcou.De acordo com o pipeiro denunciante, para realizar uma manutenção no equipamento é necessário viajar mais de 100 KM, o que gera um certo prejuízo.

Agendei uma manutenção, fui até Arcoverde para realizar a manutenção, andei mais de 100 KM, gastei muito combustível. Sendo que não temos obrigação de está correndo atrás de rastreador, o rastreador é quem tem que saber se o caminhão está OK, e se não estiver tem que solicitar para que seja realizada a manutenção no manancial de abastecimento e não em Arcoverde. Estão gastando de forma errada os recursos público adquirido. O pior é que o Exercíto diz que é um sistema 100%, mas não é”.O pipeiro diz que o 71°BIMTZ está lesando os cadastrados, ” o Batalhão está lesando a gente sem pagar, a gente entra com requerimento eles não respondem. Estamos à mercer de um sistema totalitário, ditador, onde o sistema não funciona, e eles só querem pagar se o sistema marcar. Por mais que a gente argumente eles não aceitam. É constrangedor o que passamos na prestação de conta, um clima de interrogatório, somos coagidos, como se fossemos bandidos. O exercito tem que aprender a tratar os fornecedores como parceiros de trabalho, e não como “bandidos”, somos trabalhadores, pai de família, existe pipeiro desonesto, isso nós sabemos, como também existe militar desonesto, mas não podemos generalizar toda classe! Cada caso deve ser analisado com provas e não com suposições! Não estamos pedindo favor a ninguém, ganhamos uma licitação publica. O 71 Bimtz tem muito o que aprender, temos um ótimo exemplo na região o 59 BIMTZ de Maceió, comandado pelo capitão Adelino, esse militar sabe das dificuldades do sistema de monitoramento, e sempre tem mais duas opções de confirmação da entrega d’água, por assinatura e pelas equipes em campo”.

Os pipeiros prejudicados aguardam que seja tomada uma providência o mais rápido possível pelo 71°BIMTZ. Nossa equipe está à inteira disposição do Batalhão caso deseje se pronunciar.

quinta-feira, 09 de novembro de 2017

Na manhã de hoje (09), uma moradora da Cohab 2, nas proximidades do Loteamento Horizonte, procurou a equipe do Programa Combate, apresentado na 87FM, em Garanhuns, afim de fazer sérias reclamações contra uma empresa responsável pela construção de uma creche municipal. De acordo com a moradora, a empresa estava usando uma ligação clandestina de energia, que saia de sua casa até a creche, onde estava sendo consumida pelos funcionários, para adiantamento da obra, porém, eles teriam se comprometido de pagar o papeis de energia, mas não foi bem o que  aconteceu.De acordo com ela, desde que foram retomados os trabalhos na obra os funcionários estavam utilizando da energia, tendo a conta tido um acréscimo assustador, uma vez, em que a mesma pagava entre R$:10,00 e R$:15,00 reais, passando para mais de R$:200,00 reais. Ela conta ainda, que outra moradora na mesma rua passou a fornecer energia para a empresa responsável pela construção, e também teve sua energia cortada, devido a empresa não ter cumprido com o acordo ilícito feito para fornecimento de energia. Vale lembrar que  a ligação clandestina for realizada antes que passe pelo registro (relógio) medidor, estará caracterizado o crime de furto, tipificado no art. (art. 155, § 3º). Por outro lado, se o autor alterar as características do medidor, com o intuito de pagar um valor menor, estará configurado o crime de estelionato (art. 171 do CP).De acordo com a moradora, ela já tentou entrar em contato com o responsável pela obra municipal, identificado apenas como Robson, o qual segundo ela, está na capital pernambucana. “Eu já tentei conversar com ele, fui falar com o secretário do sr. prefeito, mas só disse que iria ver se conseguia falar com ele, mas até o momento nada.  Estou dormindo apenas com a luz da vela, eu e meus cinco filhos. Preciso urgentemente que alguém tome as providências.”

A Obra segue a passos de tartaruga e os moradores estão prejudicados. É necessário que seja tomada uma providência urgente por parte da empresa, que se prontificou de pagar a conta de energia, mas não cumpriu.  Estamos à disposição dos citados na matéria, caso desejem se pronunciar diante desta vergonha.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Durante o dia de ontem (29), foi divulgado na página do Facebook Garanhuns Minha Cidade um vídeo do vereador Gil PM na Academia das Cidades, na Cohab 3, em Garanhuns. No vídeo, o vereador não mede as palavras e disparas várias críticas contra a gestão do prefeito Izaías Régis (PTB). O parlamentar bastante indignado cobra do Legislativo uma solução urgente para a Academia das Cidades que está abandonada.O vídeo logo repercutiu nas redes sociais e chamou a atenção de muitos, uma vez em que o parlamentar nunca foi visto fazendo fortes críticas ao gestor municipal. “Estou aqui reivindicando o que é de direito, e aproveito pra dizer que a Academia das Cidades está abandonada. Eu sou um simples vereador, eu não sou prefeito, Garanhuns têm prefeito e aí se ele quiser fazer alguma coisa faça, se não quiser o problema é dele!“, disse o vereador indignado com a situação de abandono do espaço público durante a gravação do vídeo.O abandono na academia das cidades já foi alvo da TV COMBATE, na matéria feita no local, o apresentador Pereira Filho mostrou detalhes de um loccal totalmente esquecido pelo poder público.

A equipe da TV COMBATE esteve também, na antes “Academia das Cidades” ( foto abaixo ), que hoje, não passa de um terreno abandonado pelo poder público. Foi possível ver o total abandono de uma praça que antes era usada pelas famílias para fazer atividades físicas mas, devido a falta de segurança, vândalos destruíram o patrimônio do povo. De acordo com informações da TV COMBATE, uma moradora relatou, que quando no local  havia guardas municipais, era possível ver pessoas fazendo atividades físicas o que hoje é impossível de se ver.A Matéria da TV COMBATE você acompanha através através do canal do You Tube TV COMBATE, ou (clicando aqui).

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Os moradores da Rua Luiz Burgos, na Boa Vista, em Garanhuns têm sofrido bastante com os degetos e fezes que retornam pelos ralos através das encanações entupidas.

De acordo com uma moradora, pela segunda vez ela teve sua casa inundada por fezes e degetos que retornaram.

Pela segunda vez saio para trabalhar e quando chego em casa encontro a casa cheia de fezes!! A galeria da rua está estourada, e entra tudo para minha casa que é uma das casas baixas após a galeria”, disse a moradora em mensagem enviada a nossa redação.

De acordo com a moradora, a Prefeitura Municipal de Garanhuns, já tem conhecimento do problema existente na rua Luiz Burgos, porém, nenhuma providência foi tomada.A Prefeitura Municipal de Garanhuns, já tem conhecimento do problema existente na rua, porém, algum trabalho só é feito na galeria depois que ela entope acontecendo o pior, que é quando todo o degetos retorna e o morador tem sua residência inundada por fezes”_ Disse a moradora indignada.

A internauta indignada na mensagem fez um apelo e pediu que alguma providência seja tomada o mais rápido possível.

“Peço ajuda d vocês da imprensa, que façam apelos para que as providências sejam tomadas. Se não é possível consertar agora a galeria, acredito que um trabalho de prevenção pode ser feito, passando canos nas galerias a cada 15 dias ou um mês para evitar que isso aconteça.“_ Finalizou a moradora.

O JI está à disposição da Prefeitura Municipal de Garanhuns, caso deseje prestar os devidos esclarecimentos.

sábado, 05 de agosto de 2017

Atendendo a pedidos da população local, a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) realizou a instalação de semáforos nas ruas Deputado Ulisses Guimarães e Cassiano Gabus Mendes, localizadas no bairro Francisco Figueira (Cohab II). A AMSTT ressalta que até o dia 15 de agosto, mais três semáforos serão instalados em Garanhuns, totalizando 41 semáforos em toda a cidade.
O estudante William Richad, 20 anos de idade, comenta que o número de acidentes automobilísticos era recorrente e agora, com a nova sinalização, a quantidade deve diminuir. “Esse foi um pedido de todos os moradores das ruas. Aconteciam muitos acidentes, mesmo com placas de sinalização, mas agora eu acho que vai melhorar muito”, explicou.
(Com informações V&C)