quinta-feira, 26 de Abril de 2018

Um elemento suspeito de participação na morte do primo do ex-presidente Lula, Sandoval Ferreira de Melo, de 70 anos, conhecido como Vavá, foi morto durante a manhã de hoje (26), na cidade de Caetés no Agreste pernambucano. O elemento morto foi identificado como sendo Renato Gomes da Silva, 28 anos de idade, o qual residia no Heliópolis, em Garanhuns, no Agreste.Renato era suspeito de ter participação na morte de Vavá, primo do ex-presidente Lula na noite da sexta-feira (06) de abril, na Rua Oliveira Lima, no Heliópolis. No dia do crime Vavá estava em um bar, quando elementos teriam praticado um assalto no estabelecimento, Vavá teria regido e entrado em luta corporal com um dos elementos e acabou sendo alvejado com dois disparos de arma de fogo na barriga e no tórax, ele foi socorrido pelo SAMU até a emergência do Hospital Regional Dom Moura e transferido para o Hospital Regional do Agreste em Caruaru, onde faleceu.Após denúncias por parte de populares a Polícia Civil passou a investigar Renato e outros elementos como sendo os principais suspeitos de participação na morte de Vavá, que tinha 70 anos de idade. Renato foi morto na Rua Nova, em Caetés durante a manhã de hoje. Elementos não identificados teriam interceptado o Renato e efetuado vários disparos contra ele que caiu já sem vida. O corpo ficou crivado de balas.A Polícia Militar foi acionada, realizou o isolamento do  local e aguardou a chegada da Polícia Civil que realizou o levantamento cadavérico e após os procedimentos legais encaminhou o corpo de Renato para o IML, em Caruaru, no Agreste. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia de Caetés.

 

quinta-feira, 26 de Abril de 2018

(Do Agreste Violento)

Na manhã desta terça-feira (24), Policiais Civis da Delegacia de Paranatama, sob o comando da Delegada Tatiane Rossi, com apoio da equipe Malhas da lei, deram cumprimento ao mandado de prisão, oriundo da comarca de Saloá, pelo crime de tentativa de estupro em desfavor de Rubens Dantas de Araújo, 47 anos, agricultor.O crime aconteceu no ano de 2012, no sítio Lajinha. A vítima era sua vizinha, menor de idade, e o crime só não se consumou porque houve a intervenção de populares. Após cerco realizado pelos policiais o imputado resolveu se entregar. Dado cumprimento ao mandado o imputado foi conduzido ao CRA em Canhotinho onde ficará à disposição do Comarca de Saloá.

quinta-feira, 26 de Abril de 2018

A Central de Operações do 9º BPM  às 13h20 de ontem (25), recebeu informações de que uma pessoa havia sido baleada na  Rua São Paulo – Magano – Garanhuns. De imediato uma guarnição seguiu ao local, onde constatou a veracidade do fato, o desempregado José Pedro Araújo, de 25 anos, que residia na localidade, tinha sido alvejado com 02 (dois)  disparos de arma de fogo, sendo 01 (um) no pescoço e 01 (um) no lado direito do tórax.A companheira da vitima relatou a policia que o mesmo tinha ido de moto levar a filha na escola e ao retornar estava na frente de casa esperando um irmão, o qual ia levar ao trabalho, quando elementos não identificados que estavam em um carro de cor branca, placa MMT 9150, aproximaram-se e efetuaram os disparos.

O desempregado foi socorrido ao Hospital Regional dom Moura, onde recebeu atendimento médico, mas devido a gravidade dos ferimentos por volta das 18h30 não resistiu e foi á óbito.

A Policia Civil, foi informada e após os procedimentos legais encaminhou o corpo ao IML de Caruaru. O crime será investigado pela equipe da 22ª Delegacia de Homicídios de Garanhuns. 

quinta-feira, 26 de Abril de 2018

Durante a manhã de ontem (25), na manhã desta ontem (25), em Jurema, no Agreste pernambucano.  A vítima foi um jovem de 23 anos de idade.  O homicídio foi registrado na zona rural do município, no Sítio Toco do Uruçu. A vítima foi Cícero Anderson Pessoa de Assis, de acordo com as informações, ele estava em uma motocicleta quando foi seguido por elementos que efetuaram vários disparos de arma de fogo. De acordo com as informações, os algozes que ceifaram a vida de Anderson estavam num carro de cor branca.

Anão resistiu e veio a óbito no local, um amigo dele foi alvejada nas nádegas, foi socorrida para o hospital local e não corre risco de morrer. Agentes da Delegacia de Jurema realizaram o levantamento do local, encaminharam o corpo para o Instituto.

quinta-feira, 26 de Abril de 2018

No final da tarde desta segunda-feira, 23/04/2018, faleceu no Hospital da Restauração no Recife, o adolescente Lucas Ferreira, de 16 anos, que residia no Sitio Serrinha dos Vicentes, zona rural do município de Capoeiras – PE.  Ele não resistiu aos ferimentos decorrentes de um acidente que sofreu no domingo (22), quando a moto em que estava colidiu contra um cavalo na PE-193, no Sítio Brabos, também zona rural de Capoeiras. Lucas é filho do senhor Naldinho de Josa Costa.Segundo informações de familiares, o adolescente retornava do Sítio Lagartixa para a cidade de Capoeiras por volta das 18h quando ocorreu o acidente; alguns homens montados a cavalos retornavam de uma cavalgada, e como já era noite, Lucas provavelmente não os enxergou na estrada e acabou colidindo na parte traseira de um dos animais.

Como o adolescente estava demorando a retornar para casa, dois primos foram procura-lo quando ficaram sabendo que havia ocorrido o acidente, e que o SAMU tinha socorrido a vitima para o Hospital Municipal de Capoeiras; ao chegarem a Unidade de Saúde local, constataram que tratava-se de Lucas, e que o mesmo já havia sido removido.

Dado a gravidade das lesões, o adolescente até então sem identificação foi removido para o Hospital da Restauração no Recife sob o acompanhamento do medico plantonista. Infelizmente não resistiu aos ferimentos e faleceu no final da tarde desta segunda-feira (23). O corpo deve chegar a Capoeiras na manhã desta terça-feira (24).

Lucas Ferreira era aluno da escola estadual EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Capoeiras; nas redes sociais seus colegas lamentaram a sua morte precoce.

(Com informações Blog Capoeiras)

quinta-feira, 26 de Abril de 2018

Um homem foi preso na manhã de terça-feira (24), por homicídio qualificado e fraude processual em Jucati, Agreste do Estado. Gilson Rosado da Silva é acusado de ter matado a companheira, Tatiane Alexandre da Silva, e depois ter simulado o suicídio da mesma, em agosto de 2016.O mandado de prisão foi expedido na última sexta-feira (20) após uma nova análise do inquérito, que resultou na confissão do suspeito. De acordo com o delegado Claudio Neto, durante a nova avaliação das perícias, realizadas no corpo da vítima e no local do crime, ficou claro que não se tratava de um suicídio. Após ouvir testemunhas e analisar os documentos da época, ficou nítida a participação de Gilson na morte de Tatiane.

No último dia 17, o acusado confessou o crime e informou que a motivação seria ciúmes. Segundo Gilson, na noite do crime os dois haviam discutido. Ele agrediu a companheira com socos até que ela caísse desacordada. Depois disso, pegou uma corda de nylon e amarrou no pescoço da vítima. Quando Tatiane já estava sem vida, ele amarrou a corda no telhado e simulou o suicídio.

De acordo com o delegado, o corpo foi encontrado em avançado estado de decomposição, o que dificultou a realização da perícia. “Inicialmente o laudo e o exame não apontaram nada que levasse a pensar que ele era o culpado”, comentou. Depois das novas análises, ficou claro para o delegado que houve um homicídio. “Um dos indícios foi a altura do telhado, mesmo que ela subisse em uma cadeira não conseguiria alcançá-lo para amarrar a corda”, ressalta.

Por não haver outro mandado de prisão em seu nome, o acusado não era considerado foragido. Gilson Rosado será encaminhado para a Cadeia Pública de Lajedo, também no Agreste do pernambucano.