Acusado de matar ex-presidiário após show de Wesley Safadão em Garanhuns é preso

terça-feira, 12 de junho de 2018

A equipe da 22ª Delegacia de Homicídios de Garanhuns (DPH), coordenada pelo Delegado João Lins, prendeu durante o dia de ontem (11), o elemento acusado de assassinar um ex-presidiário na madrugada di dua 29 de abril de 2017, após um show do artista Wesley Safadão, que aconteceu na Praça Mestre Dominguinhos em Garanhuns. O acusado é o ex-presidiário Anderson da Silva Pereira, de 21 anos, conhecido como Bilú, residente na Cohab II, em Garanhuns. De acordo com a Polícia Civil, Anderson (foto abaixo) é acusado de executar o ex-presidiário Douglas Guimarães Santos, de 27 anos, que morava na Rua Capitão Tomás Maia, Centro da cidade.De acordo com a PC, a motivação para o crime teria sido uma desavença entre vítima e acusado quando ambos cumpriam pena em uma das cadeias públicas da região. À época, Anderson respondia por tentativa de homicídio, já Douglas teria sido preso por furto.As investigações apontaram que no dia da execução, Anderson estava em companhia de sua namorada, momento em que viu Douglas embriagado em uma lanchonete. Ele disse à Polícia que ao visualizar o desafeto sacou a arma e atirou diversas vezes, sem chance de defesa para a vítima que já tombou sem vida. O assassino não se intimidou com a quantidade de pessoas que deixavam o local da festa e concretizou o crime em plena praça pública. Após assassinar Douglas, o elemento Anderson fugou numa motocicleta em companhia da namorada.Após a prática do crime, a 22ª Delegacia de Homicídios começou a investigar o caso e conseguiu elucidar o crime três dias depois, tendo inclusive a confissão do acusado. O inquérito policial foi encaminhado à justiça que decretou a prisão do acusado.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR



Todos os comentários aqui externados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole algum direito, denuncie. AQUI.