donald Trump negou neste domingo (14) que seja racista, após uma polêmica em que foi acusado pela mídia americana de usar a expressão “buracos de merda” ao se referir a El Salvador,